da esquina

Sorrisos, sabor e tradição, todos os dias a sair do forno.

A ORIGEM DA ESQUINA

Foi num bairro, mais concretamente em 2009, que surgiu a primeira Tasca. Num cruzamento, num ponto de encontro, uma esquina. O bairro define-se pela cultura, um bairro tipicamente lisboeta, onde a portugalidade corre nas ruas. Dos mais novos aos mais velhos, a simpatia é quem reina. O movimento é constante, a alegria produto do contagio e a hospitalidade está em todo o lado. A história apelidou-o de burguês. Com um coração de ouro, a Tasca da Esquina nasceu em campo de Ourique.

Tudo começou porque a criatividade existe, mas não como um ato singular. Começa na casualidade e cresce através da experiência. Vitor Sobral o mentor, principal responsável pela reinvenção da gastronomia portuguesa. Durante as múltiplas viagens que fez, pelo caminho, apaixonou-se pela lusofonia. Hoje, a gastronomia lusófona é um reflexo de tudo aquilo que faz. Com ele está Luís Espadana com as suas raízes trás as vivências do avô, as caminhadas pelas serras, os períodos de caça e o contacto direto com a natureza. Um às no tempero, um dominador de armas a alta temperatura, os tachos.

Juntos há 20 anos, entre eles, a união é digna de uma família feliz. A procriação faz parte e as esquinas continuam multiplicar-se pelo mundo fora.

Nas Padarias da Esquina

No Pão da Esquina há muito sabor para além do pão. Mas é aí que tudo começa, ou não fosse o pão nosso de cada dia tratado com o amor que merece: é produzido – a partir de farinhas e cereais selecionados – com massa mãe e fermentação longa, todos os dias, na nossa “casa”.

Mas há mais, muito mais. Pastelaria fresca, produzida de forma tradicional, sem recurso a corantes ou conservantes, e uma deliciosa seleção de sandes e salgados, sempre frescos e com ingredientes escolhidos a dedo. Em suma, todos os dias há coisas boas a sair do forno!

O QUE FAZEMOS…

Cozinhamos! Até aqui tudo bem…

A cozinha é multidisciplinar, conceptualiza-se, desenvolve-se, define-se e molda-se aos modismos. Até há quem lhe chame ciência. Se fôssemos pelas definições, a nossa cozinha enquadrar-se-ia no conceito de cozinha portuguesa contemporânea.

Modernices…

Estar na moda é ser Português.

VISIONÁRIOS…

Das raízes de uma nação nascem heróis e conquistadores. Um povo de criadores, curiosos e irrequietos. Lutadores que não medem distâncias ao horizonte. Aqueles que caminham para destinos longínquos, navegando em oceanos desconhecidos. Sem medos, em 2011 chegam ao Brasil. A África acabaram de chegar, mas a viagem é longa. A rota está traçada. Vamos seguir a alma de um passado que nos guia para um futuro de sonho.

Visionários? Provavelmente não.

100% Portugueses.

contactos

CAMPO DE OURIQUE

R. Coelho da Rocha 108, 1350-079 Lisboa
Tel: (+351) 910 025 528

De segunda a sábado 8h00 às 18h30
Domingo das 8h30 às 18h30

BELÉM

Centro Cultural de Belém, Loja 2, Praça do Império 8, 1449-003 Lisboa
Tel.: (+351) 912 840 219

Todos os dias 8h30 às 19h00

RESTELO

Rua Gonçalves Zarco, nº 21E, 1400-033 lisboa
Tel: (+351) 910 019 616

Segunda a Sábado – 08:30h – 18:00h; Domingo- 08:30h-13:00h

 

Contacto via whatsapp

menu

Sorrisos, sabor e tradição, todos os dias a sair do forno.

Pão para todos os gostos, gosto em cada pão. Nos nossos fornos entra amor e sai sabor, e servimos apenas o melhor pão artesanal e bolos tradicionais.

encomendas